Arquivos da categoria: Fraldinha

Atividades para < 3 anos

Arco-íris de papel crepom

Mais uma dica para a turma da fraldinha: brincar de arco-íris de papel crepom. Deparei-me com esse passatempo bacana para distrair e divertir os menores anos atrás no site Having Fun at Home.

A brincadeira original descrita no site é cortar e pendurar várias tiras compridas e coloridas de papel crepom, de forma que lembre as cores do arco-íris, num lugar de passagem, como uma porta, por exemplo, e fazer as crianças pularem através delas. É um barato! A primeira vez que preparei a brincadeira para meus pequenos foi surpresa. Lembro dos seus olhinhos arregalados e curiosos quando viram aquela cortina colorida no meio do corredor.

A mesa colorida serviu de esconderijo, casinha e piñata

A mesa colorida serviu de esconderijo, casinha e piñata

De lá pra cá, já fizemos várias vezes. Tento variar um pouco para poder ainda causar algum impacto. A última vez, preguei as tiras na mesa e deixei eles brincarem debaixo dela. Os menores adoraram –  brincaram de um monte de coisas, de casinha à piñata-viva (não consegui entender direito essa parte. Acho que minha capacidade imaginativa já não acompanha mais as deles…). As tiras acabaram atraindo a atenção dos mais velhos também. Eles começaram arrancando as tiras da mesa e colocando-as na cesta de basquete para fazerem shuá; depois, brincaram de serpentina: enrolavam uma tira para abri-la no ar; a seguir, foi a vez da brincadeira do confete: eles picotavam as tiras em pedacinhos, juntavam um monte num balde, então, um deles subia no sofá e virava o balde cheio de papel sobre as cabeças dos outros… Enfim, rendeu muito mais do que eu esperava.

Eis como toda festa termina

Toda festa termina do mesmo jeito…

No final, tava uma bagunça! Mas até que foi bem simples de limpar e arrumar, pois era só papel espalhado. Aliás, foram eles que arrumaram…

Brincadeiras para o Dia das Crianças

Dia das crianças

O dia das crianças se aproxima e resolvi antecipar as comemorações publicando esse post especial. Aqui vão com 5 passatempos super-legais, simples e  baratos. Talvez você já os conheça, mas não os subestimem, pois são garantias de boa diversão. Para cada atividade, dou sugestões de faixas etárias e procedimentos baseadas na minha experiência familiar. Espero que gostem!

Múmias de papel higiênico

  • Faixa etária: maiores de 4 anos
  • Material: 1 rolo de papel higiênico por criança
Múmia Hulk se revelando...

Múmia Hulk se revelando…

A brincadeira consiste em envolver a criança com voltas e voltas de papel higiênico de forma que no final ela se assemelhe a uma múmia. Aqui em casa ela agrada principalmente os mais velhos, ou seja, os de 7, 5 e 4 anos. Muitos são os atrativos para eles. Primeiro, as crianças são pegas de surpresa por poderem fazer “uso indevido” do papel higiênico. Segundo, eles ficam tão empolgados que não sabem se querem envolver ou serem envolvidos pelo papel. Mas a verdade é que no final sempre acabam fazendo os dois! Terceiro, quando se conta uma história de fundo, contextualizando a brincadeira, os pequenos entram no clima e soltam a imaginação. Nas fotos, por exemplo, as minhas encarnaram “múmias hulk”!

Múmia com raiva (???)

Múmia com raiva (???)

Bagunça com água e espuma

  • Faixa etária: acima de 1 ano (com supervisão)
  • Local: área externa
  • Material: lona plástica ou piscininha, mangueira aberta e xampu infantil
Nosso parque aquático doméstico

Nosso parque aquático doméstico

Se tem algo que criança gosta é de brincar na água, não importa o clima, o lugar, a hora ou a companhia. Como temos um excelente quintal, às vezes, num belo dia de sol, estico uma lona grande no gramado, jogo um pouco de xampu infantil (para não irritar os olhos), abro a mangueira, e deixo os pequenos à vontade. Na lona, eles rolam, rodam, escorregam, mergulham… E com a espuma eles criam perucas, caretas, comidas, neve, etc.

Sem briga: um com mangueira e outro na espuma

Sem briga: um com mangueira e outro na espuma

Caminhada em papel contact

  • Faixa etária: acima de 1 ano
  • Local: superfície lisa
  • Material: pedaço de papel contact e fita adesiva
Pequenos dançando sobre o plástico grudento

Pequenos dançando sobre o plástico grudento

Lembra da cartolina pregada no chão com fita adesiva para os pequenos desenharem? Pois então! A preparação dessa brincadeira é parecida, só que em vez de uma cartolina, estende-se no chão um pedaço (1 ou 2 metros) de papel contact com a parte grudenta virada para cima e prende-o com fita adesiva numa superfície lisa. A diversão é caminhar sobre ele desgrudando os pés e produzindo estalos a cada passo. Geralmente, o papel fica meio sujo (dependendo do estado dos pezinhos…), mas depois, quando cansam da brincadeira, ainda pode-se dar coisas para eles grudarem, como algodão, restos de lápis apontados, grão de arroz, glitter, etc.

Arte coletiva em papel contact

Arte coletiva em papel contact

Experimento: detergente no leite com corante

  • Faixa etária: acima de 3 anos
  • Material: leite integral, detergente de pia, corantes alimentícios de cores diferentes e cotonetes.
Cada um coloriu seu leite com suas cores favoritas

Cada um coloriu seu leite com suas cores favoritas

Esse experimento já deixou de ser novidade (há milhões dele na web!), mas continua fazendo sucesso entre os meus pequenos. Eis o que fazemos: colocamos o leite num prato; pingamos gotas de corantes no leite em pontos diferentes; melamos uma ponta do cotonete com o detergente; e então, cuidadosamente, encostamos essa mesma ponta do cotonete no centro do prato de leite. A reação química é impactante: as cores rapidamente se espalham em direção à borda do prato, abrindo um espaço no centro que lembra uma explosão. É show de bola.

Efeito lembrava uma cena de explosão nuclear de filmes... só que super-colorida!

Efeito lembrava uma cena de explosão nuclear de filmes… só que super-colorida!

Pista de elásticos

  • Faixa etária: maiores de 2 anos
  • Área: corredor longo (com colunas é melhor)
  • Material: metros de elástico (e objetos pesados)
Os maiores apostaram corrida de obstáculos

Os maiores apostaram corrida de obstáculos

A primeira vez que fiz essa atividade foi duas semanas atrás. Estiquei o elástico fazendo zigue-zague num corredor. Usei colunas e objetos pesados (estante e botija de gás) para prender o elástico em alturas diversas. Todos os pequenos participaram, mas com brincadeiras diferentes. Os mais velhos apostaram corrida pisando nos elásticos e depois passando por cima deles. Já os menores gostaram de passar por debaixo dos fios, rolando como um rolo compressor ou desviando de raios-lasers que protegiam algo valiosíssimo. Para garantir a segurança dos menores, aconselho posicionar o elástico bem abaixo da linha do pescoço das crianças.

Os menores preferiram desviar de lasers

Os menores preferiram desviar de lasers


 

Gostou das brincadeiras? Consegue imaginar sua(s) criança(s) fazendo alguma delas numa tarde de pura diversão com os primos ou amiguinhos? Eu ficaria muito feliz de saber como foi sua experiência.

Cartaz para desenho no chão

Uma das formas eficazes que uso para entreter os menores por alguns bons minutos é colocá-los para desenhar sentados no chão. Para isso, prendo uma folha de papel 40kg ou de cartolina com fita adesiva e libero a caixa de lápis de cor ou a de giz de cera ou a de canetinhas (pinceis). E deixo-os livres.

Preparando a atividade: quem joga os lápis no chão?

Preparando a atividade: quem joga os lápis no chão?

Sugestões de Variações

Normalmente, os pequenos gastam até 20 minutes nessa atividade, mas já chegaram a ficar mais tempo. Na minha experiência, qualquer pequena alteração nessa brincadeira torna-se uma grande novidade e, consequentemente, mais atraente às crianças.

Eis alguns exemplos de mudanças de impacto:

  • usar fitas adesivas coloridas;
  • colocar dois, três ou até quatro folhas no chão uma colada à outra, aumentando consideravelmente o espaço para desenho;
  • colocar dois, três ou até quatro folhas no chão separadas umas das outras, em pontos diferentes do ambiente;
  • imprimir imagens e grudá-las no chão para as crianças colorirem.
Cartolina ficou pequena para tantas mãozinhas

Cartolina ficou pequena para tantas mãozinhas

Outros Propósitos

Além de servir para mero entretenimento, essa atividade pode certamente ser adaptada para outros fins, como na revisão de algum assunto (transportes, animais, vegetais, etc) ou para a prática de técnicas de arte (aquarela, formas geométricas, colagem, etc). Só precisa ter em mente que quanto mais elaborada for a atividade, a supervisão de adultos se fará mais necessária.

Para menores de 3 anos

Para você que tem crianças com menos de 3 anos, começo hoje a publicar aqui no blog atividades que realizo com meus filhos de 1 e 2 aninhos na categoria fraldinha.

fraldinhaComo qualquer mãe, eu também tiro um tempo de diversão com meus filhos. Mas as brincadeiras que compartilharei aqui são, na sua maioria, as que uso para manter os menores entretidos enquanto acompanho os estudos dos mais velhos. Nem sempre funciona, é verdade, afinal, quando se tem duas ou mais crianças pequenas brincando juntas, as chances da brincadeira terminar em briga ou em bagunça total são grandes. Mas, de maneira geral, tem nos servido. Espero que você experimente e tenha bons momentos.

Para a grande estreia, escolhi um dos nossos passatempos preferidos:

Pegadas de tinta!

MInhas de 3 e de 2 deixando suas pegadas para a posteridade...

MInhas de 3 e de 2 deixando suas pegadas para a posteridade…

Se você não se importa de deixar os pequenos se sujarem um pouco, essa é definitivamente um ‘must’. O que faço é estender pedaços de algum tipo de papel no chão, colocar mais ou menos um pote grande de tinta tempera lavável numa vasilha baixa e dar as instruções sobre o que pode e o que não pode fazer. É o suficiente para as crianças rapidamente iniciarem seus passeios sobre os papéis. Aliás, já fizemos ‘pedicure art’ sobre jornal, papel 40kg e papelão, tanto dentro quanto fora de casa (como na foto). E já transformamos esse momento em desfile, partida de esgrima e patinação. Vale acrescentar que é válida para todas as idades!