Arquivos da categoria: Sites e Blogs

Encontros vocálicos deslizantes

Eu e minha filha de 4 anos temos passado bons e divertidos momentos recapitulando as vogaisNossa última atividade foi inspirada num post do site Toddler Approved. Um blog legal, de uma mãe que adora elaborar passatempos para seus filhos de 1-6 anos. As atividades sugeridas, no entanto, são, na sua grande maioria, focadas nas letras do alfabeto e em outros assuntos muito elementares.

Primeiro deslizando vogais

Primeiro deslizando A, E, I, O, U, não necessariamente nessa ordem.

Arrastão

A atividade original consistia em deslizar com os pés as letras que formavam o nome da criança para dentro de uma área delimitada no chão com fita adesiva colorida. Como nosso interesse era relembrar as vogais e praticar encontros vocálicos, fizemos algumas alterações. Num primeiro momento, pedi para minha pequena arrastar para dentro do quadrado as vogais que eu chamava. Havia pelos menos 3 cópias da cada vogal ao redor do quadrado, então não foi uma tarefa difícil.

Depois, deslizando palavrinhas

Depois, deslizando OI, EU, AI, etc com os 2 pezinhos.

Como ela já sabe bem as vogais, eu não queria correr o risco dela achar a tarefa tediosa. Busquei, então, dar uma animada variando nas instruções de como arrastar as letras – ora devagar, ora rapidamente; com longos deslizes, outros curtos; arrastar a que está mais distante do quadrado, depois a mais próxima, etc. Após alguns minutos reforçando as vogais dessa forma, partimos para as palavrinhas que surgem dos seus encontros: OI, EI, AI, EU, etc. Nesse caso, minha filha precisava arrastar as letras com seus dois pés. Isso trouxe certa dificuldade, pois às vezes a letrinha de um pé empacava enquanto a outra deslizava facilmente. Algo inesperado, mas descontraído!

Arco-íris de papel crepom

Mais uma dica para a turma da fraldinha: brincar de arco-íris de papel crepom. Deparei-me com esse passatempo bacana para distrair e divertir os menores anos atrás no site Having Fun at Home.

A brincadeira original descrita no site é cortar e pendurar várias tiras compridas e coloridas de papel crepom, de forma que lembre as cores do arco-íris, num lugar de passagem, como uma porta, por exemplo, e fazer as crianças pularem através delas. É um barato! A primeira vez que preparei a brincadeira para meus pequenos foi surpresa. Lembro dos seus olhinhos arregalados e curiosos quando viram aquela cortina colorida no meio do corredor.

A mesa colorida serviu de esconderijo, casinha e piñata

A mesa colorida serviu de esconderijo, casinha e piñata

De lá pra cá, já fizemos várias vezes. Tento variar um pouco para poder ainda causar algum impacto. A última vez, preguei as tiras na mesa e deixei eles brincarem debaixo dela. Os menores adoraram –  brincaram de um monte de coisas, de casinha à piñata-viva (não consegui entender direito essa parte. Acho que minha capacidade imaginativa já não acompanha mais as deles…). As tiras acabaram atraindo a atenção dos mais velhos também. Eles começaram arrancando as tiras da mesa e colocando-as na cesta de basquete para fazerem shuá; depois, brincaram de serpentina: enrolavam uma tira para abri-la no ar; a seguir, foi a vez da brincadeira do confete: eles picotavam as tiras em pedacinhos, juntavam um monte num balde, então, um deles subia no sofá e virava o balde cheio de papel sobre as cabeças dos outros… Enfim, rendeu muito mais do que eu esperava.

Eis como toda festa termina

Toda festa termina do mesmo jeito…

No final, tava uma bagunça! Mas até que foi bem simples de limpar e arrumar, pois era só papel espalhado. Aliás, foram eles que arrumaram…

Água presa em garrafa pet

Eu ainda não havia publicado nada do gênero antes, mas a verdade é que gostamos de fazer experimentos científicos com as crianças. Como não somos experts em física nem em química, nós simplesmente reproduzimos ideias de alguns sites do gênero. O deste post, por exemplo, assistimos no site americano Sick Science. Esse site apresenta vídeos de ótima qualidade e mostra o passo-a-passo com bastante clareza. Não há falas, só imagens e texto. Fica um pouco complicado entender a lista de materiais se não souber inglês, se bem que hoje em dia existe o google translator, né?

Material: garrafa pet, água e alfinete

Material: garrafa pet, água e alfinete

Mãos à obra

Tudo o que você precisa é de uma garrafa de plástico, tipo pet; água; e um alfinete.

Então, pega-se uma garrafa pet, enche-a de água da torneira e enrosca bem a tampa. Depois, em uma dada altura, faz-se vários furinhos por toda a circunferência da garrafa com a ponta do alfinete. E, tchan, tchan, tchan, tchan… A água não escorre! Isso só acontecerá quando a tampa for desenroscada.

Uma vez  garrafa é aaberta, a água escorre

Uma vez aberta a garrafa, a água escorre

Reação das crianças

Aqui em casa foi o maior sucesso! Uma vez que a tampa começou a ser desenroscada e a água a sair pelos furos, todos ficaram surpreendidos. É como se eles tivessem esquecido da existência dos furos. Se a garrafa é novamente vedada, a água deixa de escorrer. E isso também causou comoção, principalmente entre os mais velhos. As crianças adoraram e logo começaram a perguntar o que acontecia, como e porquê. Não chegamos a dar longas e minuciosas explicações, mas falamos um pouco sobre pressão, gravidade e tensão.

Meu filho queria muito transformar o experimento numa pegadinha e nos pediu para escrever “Não abra” na garrafa e testar o nível de curiosidade das pessoas (e, claro, se divertir com a provável reação de surpresa delas!). Quem sabe um dia…

Matemática online

IXL é um site para prática online de matemática e, mais recentemente, também de Língua Inglesa. O conteúdo é organizado de acordo com as séries escolares e, como é um site americano, tudo está em inglês. O site oferece inúmeros exercícios, frequentes prêmios virtuais para as crianças e minuciosos relatórios de performance para os pais. Para poder usufruir de tudo isso, é preciso se inscrever e pagar um valor anual em dólares.

Tela inicial do sie ixl.com

Tela inicial do site ixl.com

Nossos filhos de 7 e 5 anos de idade já estão no segundo ano de prática. Percebemos claramente como o site ajuda na aquisição do inglês, pois, além da leitura dos textos, há a opção de escutá-los. Nosso mais velho já consegue resolver muitos probleminhas sozinho e a nossa de 5 gosta de escutar e repetir o vocabulário. Os exercícios estão todos disponíveis, ou seja, os de um assunto não são pré-requisitos para os de outro assunto, nem os de um nível para o nível seguinte. Quero dizer, você não precisa resolver um para um segundo ser ‘aberto’. Isso nos permitiu perceber o gosto especial que nosso filho tem por geometria, pois toda vez que deixamos ele escolher os exercícios do dia, ele sempre seleciona um dessa área da matemática. O site também cronometra o tempo gasto na resolução de cada exercício, mas apesar disso, não os apressamos durante a prática. Também não fazemos questão de selecionar exercícios que coincidam com os conteúdos dos livros didáticos, pois pensamos que a exposição recorrente serve de revisão. Finalmente, e talvez o mais importante, meus pequenos gostam e se sentem motivados. Por exemplo, após uma insistente campanha, nossa pequena de 3 anos nos convenceu a inscrevê-la, pois ela também queria ganhar os prêmios virtuais. Tem valido a pena.