Ortografia no chão

O estudo de ortografia deve ser constante e por isso mesmo não deve ser massante. Atualmente, meu menino está revendo a escrita de sons que podem ser representados com mais de uma letra do alfabeto (Eg.: o som do Z, que pode ser escrito com ‘z’, ‘s’ e ‘x’ ) e a menina está reforçando as sílabas (E.g.: ga/go/gu) e discernindo pronúncias próximas (Eg.: c/g, b/p, d/t, etc). Consegui dar uma animada no assunto  com um joguinho de pular na(s) letra(s) correta(s).

Acertando a escrita de "chaminé".

Acertando a escrita de “chaminé”.

No caso do x/ch, escrevi com giz no chão da nossa garagem uma fileira de ‘x’ e paralela a essa, desenhei outra de ‘ch’, de maneira que ficassem em pares x/ch. Então, ditei as regras do jogo: eu diria uma palavra com o som /sh/ e ele deveria pular na letra (ou letras) de sua forma escrita. Se ele acertasse, avançava para o par seguinte. Porém, se errasse, voltava dois pares. Para tornar a atividade mais interessante e desafiadora, impus um limite de palavras; portanto, ele precisava chegar no fim da fileira antes que minha lista chegasse ao fim. Ele adorou!

Acertando sílaba presente em 'gafanhoto'

Acertando sílaba presente em ‘gafanhoto’

Dias depois, adaptei a brincadeira para as necessidades da minha pequena, que estava terminando de revisar ga, go, gu. Escrevi as três sílabas no chão e procedi do mesmo modo como descrito acima. Repetimos o exercício novamente, dessa vez para reforçar as diferenças entre C e G. E como minha pequena de 3 anos está pedindo para brincar também, vou adaptar listando palavras que iniciem com A, E, I, O, ou U para ela pisar na vogal correta.

Esse foi mais difícil.

Esse foi mais difícil.