Arquivo da tag: vizinhança

Leitura de mapa da vizinhança

Da interpretação de plantas da casa, seguimos para desenhos da nossa rua, até chegarmos ao mapa da vizinhança, ou seja, do conjunto onde moramos e arredores.

Meu filho já havia feito os exercícios do livro sobre os elementos que geralmente compõem uma vizinhança (eg. ruas e avenidas, praças, padaria, supermercado, restaurante, posto de gasolina, etc). Como a maioria das atividades eram baseadas em lugares fictícios, resolvi explorar o assunto dentro da realidade dele e com fotos de satélites, em vez de ilustrações.

Checklist e imagem de satélite tirada do Google Maps

Checklist e imagem de satélite tirada do Google Maps

Elaborei uma lista com 15 possíveis coisas que poderiam compor nossa vizinhança e pedi para que ele marcasse aquelas que ele visse durante um passeio. A voltinha de carro foi pelas ruas e avenidas próximas à nossa casa durante o dia e levou mais ou menos 10 minutos. Alguns itens ele já sabia e marcou antes mesmo de sairmos de casa. Outros ele marcou durante o passeio e uns dois somente ao regressarmos, pois ele não tinha certeza.

Dias depois, relembramos o passeio oralmente. Conversamos sobre o que ele tinha vista, se foi longo, e indaguei sobre o percurso que havíamos feito. “Quando chegamos na avenida principal, viramos à direita ou à esquerda?” e outras perguntas similares. Repassamos brevemente esse itinerário e então mostrei uma imagem de satélite. Achamos e marcamos nossa casa e pedi para ele traçar no pequeno mapa o caminho que havíamos feito. Apesar do percurso ser bem simples — basicamente uma elipse –, meu pequeno precisou de uma ajudinha. Totalmente compreensível, uma vez que ele nunca tinha estudado um mapa, muito menos uma imagem de satélite. Mas a intenção não era ele dominar a leitura de mapas e fotos, mas se familiarizar com esses recursos e saber que são úteis. Nesse ponto, penso ter atingido o objetivo.

Para concluir o assunto, eu assinalei alguns prédios nessa mesma foto e pedi para que ele os identificasse. Indiretamente, ajudei-o na localização e reconhecimento dos lugares fazendo perguntas do tipo “Se aqui está nossa casa, que prédio grande é esse à direita com estacionamento tão vasto? Você lembra de ter visto algo assim?” Com essas referências ele pode se guiar melhor no mapa. Interessante foi acompanhar o raciocínio dele. Baixinho, falando para si mesmo, ele ia desvendando o mapa e percebendo os detalhes. Foi bem legal!

Leitura de plantas arquitetônicas simples

Meu filho acabou de sair de uma unidade sobre leitura e interpretação de plantas de construções simples e de mapas da vizinhança. A abordagem do livro era previsível: focava muito o contexto de escola e sala de aula e usava de personagens e lugares fictícios. Então, para tornar ambos os assuntos mais concretos e, ao mesmo tempo, mais abrangentes, eu e meus pequenos realizamos uma série de atividades usando a planta da nossa casa e um mapa da nossa vizinhança. Nesse post, compartilho a primeira parte – leitura e interpretação de plantas, lembrando que as atividades foram distribuídas ao longo de alguns dias. Os mapas ficam para o próximo post.

Reconhecendo o quarto da mamãe...

Reconhecendo o quarto da mamãe.

Para a apresentação do assunto, passeamos pela nossa sala com uma planta observando a disposição dos móveis e como eles estavam representados na legenda. A atividade de checagem de compreensão foi preencher a legenda da planta de um outro cômodo; eu desenhei os símbolos e meu filho escreveu o que eles representavam.

Identificando a sala de estudo e os móveis.

Identificando a sala de estudo e os móveis.

Num outro momento, para relembrar o assunto, fizemos outras duas atividades. Primeiramente, o entreguei a planta de um terceiro cômodo e pedi para que ele o identificasse e preenchesse alguns símbolos da legenda. Depois, dei desenhos ligeiramente diferentes de um mesmo cômodo e pedi para que ele identificasse o correto e explicasse os erros dos outros. Depois foi a vez dele desenhar a planta de um cômodo para eu adivinhar.

"Qual é o desenho que melhor representa seu quarto?"

“Qual é o desenho que melhor representa seu quarto?”

Parti então para a leitura da planta do terreno da casa. Dei a planta de todo o terreno, que incluía a garagem e portão, jardim e árvores, varanda e casinha dos fundos, além da casa. E pedi para que ele marcasse no papel a localização exata dos X’s que eu já havia previamente plantado em alguns pontos do terreno e da casa.

Planta do nosso terreno

Planta do nosso terreno

O X marca o lugar: na varanda

O X marca o lugar: na varanda

O X da questão: no quintal

O X da questão: no quintal

Ele (e as irmãs, que não queriam ficar de fora da “brincadeira”!) participou de tudo com muito interesse e falou que adorou a caça-ao-tesouro, mesmo não tendo encontrado nenhum!