Livretos de como criar uma paródia

Folhando um antigo livro de Língua Portuguesa para o 2º ano do Ensino Fundamental da Coleção Eu Gosto (referência completa abaixo), encontrei a fantástica ideia de parodiar uma cantiga de roda ou ciranda.

Como eu queria que meus quatro mais velhos experimentassem o desafio, tentei fazer o mais atraente possível. Cortei as páginas do livro e reorganizei a atividade fazendo um livreto com o passo-a-passo da proposta.

Primeiro, o livreto introduzia o tema (criar uma paródia). Depois, dava um exemplo de uma cantiga transformada. Para aí dar as dicas de como construir uma paródia e finalmente convidava a criança a ensaiar e apresentar à família.

As meninas amaram a ideia. Em trio e super-animadas, compuseram três paródias: da música da Chapeuzinho Vermelho “Pela estrada afora eu vou bem sozinha”; duas mais curtinhas: do “Boi da cara preta”; e da “Puxa o rabo do tatu”. O legal é que elas não somente cantaram mas também representaram a primeira, como um teatrinho, e bolaram coreografias para as outras duas. Tudo em meio a muita graça, fizeram todos rirem.

Já o meu mais velho, logo no início, não se interessou muito nem pela atividade nem para trabalhar com o mano mais novo de 7 anos. Porém, após breve insistência da minha parte, eles apresentaram a paródia de “Cinco patinhos foram passear”, que foi a mais longa, escrita toda em rima e muito divertida. Valeu a pena.

Para se ter uma ideia de como fiz o livreto, mostro na foto abaixo a sequência de páginas que fotocopiei para cada equipe.

Sequência de páginas para confecção do livreto
Referência:
Passos, Célia & Silva, Zeneide. Coleção Eu Gosto, Letramento e Alfabetização 2° ano Ensino Fundamental. IBEP - 5ª Ed. São Paulo 2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.